Arquivo da tag: W3C

Porque meu site não aparece no Google?

Esta talvez seja a pergunta mais feita por proprietários e mesmo alguns desenvolvedores de sites.

Obviamente todos querem ficar melhor posicionados sem ter que pagar para isso.

A resposta não é simples, mas vou tentar explicar o funcionamento e os principais pontos verificados pelo Google (o maior). Na verdade quase ninguém conhece ao certo o algoritmo usado para qualificar os sites, mas com base na minha experiência (que tem funcionado), aí vai…

Um robô varre os sites da Internet (acredita-se que uma vês por mês em média) verificando o conteúdo e consistência dos mesmos por meio de um algoritimo definindo assim seu posicionamento nos resultados que são definidos por:

– A consistência do conteúdo é basicamente o texto em conformidade com o código-fonte (palavras-chave, meta-tags, título, etc).

Alguns desenvolvedores acrescentam palavras-chaves que nada tem a ver com o conteúdo do site para tentar ‘enganar’ o mecanismo. Embora isso possa funcionar  num primeiro momento com alguns buscadores, certamente o site vai ser penalizado, podendo perder posição nos resultados (ranking) ou até mesmo serem banidos definitivamente.

–  A linguagem de programação das páginas e código validado.

Sites em ‘Flash’, por exemplo, ficam até mais bonitos e fácil de desenvolver, porém sómente recentemente o Google começou desenvolver técnicas de verificação (ainda muito rudimentares) destes sites, até então nem mesmo eram verificados. Outros buscadores nem tenho informações que verifiquem.

Linguagens mais atuais (XHTML / CSS ) e corretamente escrita (código validado pelo ‘W3C’) certamente ficarão melhores posicionados.

– O tempo de existencia do site.

Conforme o tempo que o site está no ar, a tendencia é ‘subir’ nos resultados. O site não aparece imediatamente quando publicado, mas somente depois de ‘indexado’ pelo buscador.

– A organização dos menus e links para outras páginas e conteúdo externo.

Além dos menus estarem bem organizados e consistentes com o conteúdo das páginas, os ‘títulos’ dos links também devem ser condizentes.

– A acessibilidade está se tornando um fator importante.

Alguns mecanismos de busca já tem ou estudam a implementação de verificação de acessibilidade dos sites para deficientes visuais. Isso inclui uma série de regras como fontes, descrições de imgens, cores e, principalmente a organização do site em geral.

Sem dúvida esse é um fator importantissimo tanto com relação aos buscadores como às visitas ao site por pessoas com alguma restrição visual ou totalmente sem visão (usando leitores de tela).

Uso de frames é condenado.

Já a algum tempo os mecanismos não posicionam bem sites com frames, popups e links em janelas externas, isso vem se reforçando com a implementação das regras para acessibilidade.

– A atualizações do conteúdo, relevancia e consistência das meta-tags também são de grande importancia.

Quando o site fica muito tempo sem atualizações, ele começa a perder posições, daí a importancia de atualizar os sites constantemente.

– O nome do domínio.

Embora não pareça ter importancia, o ‘título’ do site constando no domínio aumenta significativamente a consistencia e consequentemente o posicionamento no ranking.

Estes são os tópicos mais relevantes que notei e uso depois de muitos e muitos testes. Veja um exemplo:

Google

Resultado da busca no Google por 'provedor de hospedagem'.

Qualquer dúvida ou pergunta, fique a vontade para postar seu comentário.

Validação de código fonte.

Vejo em alguns sites um selo de validação da W3C. Oque significa e quais as vantagens?

Em termos gerais, um site com este selo significa que o código fonte foi desenvolvido de acordo com as normas da W3C.

O código fonte é a ‘programação’ por trás da página que é exibida no navegador e envolve as ‘tags’ PHP, HTML e CSS.

A W3C (World Wide Web Consurtium) cria padrões para que sites e navegadores ‘falem a mesma lingua’. Isso significa que um site desenvolvido dentro das normas do W3C é apresentado da mesma forma em praticamente quaquer navegador.

A W3C fornece ferramentas para testar a validação de sites e, se o site passar no teste, oferece um selo para ser colocado no site. Pode-se clicar nesse selo para verificar se o site está realmente validado (alguns desenvolvedores colocam o selo sem o site ser validado). Se o código fonte estiver de acordo com os padrões, a verificação apresentará uma mensagem como: “This document was successfully checked as XHTML 1.1!”, que nesse caso indica que o site está validado e a linguagem é XHTML versão 1.1.

Também é possível verificar a validação do CSS (Cascading Style Sheets), que é responsável pelo ‘visual’ do site.

Veja alguns selos oferecidos para sites validados:

As vantagens de um site validado são:

Para os visitantes:

  • Site apresentado da mesma forma em praticamente qualquer navegador.
  • As páginas carregam rapidamente.
  • Melhor organização.

Para o desenvolvedor / proprietário:

  • Mais facilidade para indexadores (aparecem melhor posicionados no Google, Yahoo, etc).
  • Menor custo para manutenção devido ao código fonte ser separado do visual por CSS.
  • O selo da W3C valoriza o site e o desenvolvedor.

Alguns desenvolvedores colocam selos de validação somente para valorizar o site. Para verificar se é realmente válido basta clicar no selo. Se for verdadeiro verá á página de validação do W3C.

Você também pode inserir manualmente o endereço de qualquer site para verificar se é validado AQUI.

Veja um selo inserido no site. Clique num dos selos no final da página e confira a validação.

Dúvidas? Deixe seu comentário.