Arquivo da categoria: Informações Interessantes

Informações interessantes sobre nosso servidor.

Acessibilidade para web.

A expressão “acessibilidade”, presente em diversas áreas de atividade, tem também na informática um importante significado.Representa para o nosso usuário não só o direito de acessar a rede de informações, mas também o direito de eliminação de barreiras arquitetônicas, de disponibilidade de comunicação, de acesso físico, de equipamentos e programas adequados, de conteúdo e apresentação da informação em formatos alternativos.Não é fácil, a princípio, avaliar a importância dessa temática associada à concepção de páginas para a web. Mas os dados W3C (Consórcio para a WEB) e WAI (Iniciativa para a Acessibilidade na Rede) apontam situações e características diversas que o usuário pode apresentar:1. Incapacidade de ver, ouvir ou deslocar-se, ou grande dificuldade – quando não a impossibilidade – de interpretar certos tipos de informação.2. Dificuldade visual para ler ou compreender textos.3. Incapacidade para usar o teclado ou o mouse, ou não dispor deles.

4. Insuficiência de quadros, apresentando apenas texto ou dimensões reduzidas, ou uma ligação muito lenta à Internet.

5. Dificuldade para falar ou compreender, fluentemente, a língua em que o documento foi escrito.

6. Ocupação dos olhos, ouvidos ou mãos, por exemplo, ao volante a caminho do emprego, ou no trabalho em ambiente barulhento.

7. Desatualização, pelo uso de navegador com versão muito antiga, ou navegador completamente diferente dos habituais, ou por voz ou sistema operacional menos difundido.
(Fonte: Acessibilidade Brasil)

A grande maioria dos desenvolvedores, por falta de conhecimento, tempo ou mesmo por não considerar ‘relevante’, não se preocupa com esse aspecto, porém deve-se considerar que um site acessível é mais visitado, aparece melhor posicionado em mecanismos de busca (ranking) além de cumprir a legislação vigente.

Acessibilidade no desenvolvimento de sites significa considerar itens como:

  • Estrutura dos documentos (páginas)
  • Contraste de cores (cromodeficiencia)
  • Fontes (de preferencia dar opções no CSS)
  • Texto alternativo e descritivo para as imagens
  • Linguagem de programação / Validação do código-fonte
  • Sequencia de tabulação de links (navegação sem mouse)
  • Avisos para janelas popups (melhor evitá-las)
  • Páginas alternativas para leitores de tela (Folhas de estilo separadas)
  • Usar de maneira clara as informações de títulos e descrições das páginas
  • Mais…

Para avaliar a validade do seu site visite este ‘verificador de acessibilidade’.

Porque meu site não aparece no Google?

Esta talvez seja a pergunta mais feita por proprietários e mesmo alguns desenvolvedores de sites.

Obviamente todos querem ficar melhor posicionados sem ter que pagar para isso.

A resposta não é simples, mas vou tentar explicar o funcionamento e os principais pontos verificados pelo Google (o maior). Na verdade quase ninguém conhece ao certo o algoritmo usado para qualificar os sites, mas com base na minha experiência (que tem funcionado), aí vai…

Um robô varre os sites da Internet (acredita-se que uma vês por mês em média) verificando o conteúdo e consistência dos mesmos por meio de um algoritimo definindo assim seu posicionamento nos resultados que são definidos por:

– A consistência do conteúdo é basicamente o texto em conformidade com o código-fonte (palavras-chave, meta-tags, título, etc).

Alguns desenvolvedores acrescentam palavras-chaves que nada tem a ver com o conteúdo do site para tentar ‘enganar’ o mecanismo. Embora isso possa funcionar  num primeiro momento com alguns buscadores, certamente o site vai ser penalizado, podendo perder posição nos resultados (ranking) ou até mesmo serem banidos definitivamente.

–  A linguagem de programação das páginas e código validado.

Sites em ‘Flash’, por exemplo, ficam até mais bonitos e fácil de desenvolver, porém sómente recentemente o Google começou desenvolver técnicas de verificação (ainda muito rudimentares) destes sites, até então nem mesmo eram verificados. Outros buscadores nem tenho informações que verifiquem.

Linguagens mais atuais (XHTML / CSS ) e corretamente escrita (código validado pelo ‘W3C’) certamente ficarão melhores posicionados.

– O tempo de existencia do site.

Conforme o tempo que o site está no ar, a tendencia é ‘subir’ nos resultados. O site não aparece imediatamente quando publicado, mas somente depois de ‘indexado’ pelo buscador.

– A organização dos menus e links para outras páginas e conteúdo externo.

Além dos menus estarem bem organizados e consistentes com o conteúdo das páginas, os ‘títulos’ dos links também devem ser condizentes.

– A acessibilidade está se tornando um fator importante.

Alguns mecanismos de busca já tem ou estudam a implementação de verificação de acessibilidade dos sites para deficientes visuais. Isso inclui uma série de regras como fontes, descrições de imgens, cores e, principalmente a organização do site em geral.

Sem dúvida esse é um fator importantissimo tanto com relação aos buscadores como às visitas ao site por pessoas com alguma restrição visual ou totalmente sem visão (usando leitores de tela).

Uso de frames é condenado.

Já a algum tempo os mecanismos não posicionam bem sites com frames, popups e links em janelas externas, isso vem se reforçando com a implementação das regras para acessibilidade.

– A atualizações do conteúdo, relevancia e consistência das meta-tags também são de grande importancia.

Quando o site fica muito tempo sem atualizações, ele começa a perder posições, daí a importancia de atualizar os sites constantemente.

– O nome do domínio.

Embora não pareça ter importancia, o ‘título’ do site constando no domínio aumenta significativamente a consistencia e consequentemente o posicionamento no ranking.

Estes são os tópicos mais relevantes que notei e uso depois de muitos e muitos testes. Veja um exemplo:

Google

Resultado da busca no Google por 'provedor de hospedagem'.

Qualquer dúvida ou pergunta, fique a vontade para postar seu comentário.